diretrizes

Reprodutibilidade dos diversos padrões (IV Consenso)


O IV Consenso alertou para a reprodutibilidade dos diversos padrões entre diferentes marcas comerciais, em virtude da existência de uma margem de variação entre os diferentes substratos comerciais disponíveis no mercado brasileiro e esta variabilidade pode afetar de forma diversa a definição dos padrões. As variações podem ser relacionadas aos lotes, sendo inerente ao processo de manufatura dos kits. Recomenda-se, deste modo: (1) A utilização pelo laboratório de mais de uma marca e que, a cada novo lote ou marca de lâmina, sejam testados soros de referência, representativos das diferentes regiões celulares e dos diversos padrões. (2) Que os laboratórios Brasileiros utilizem um painel de amostras controle para validação dos lotes e marcas de células HEp-2 utilizadas nos laboratórios, medida que assegurará maior confiabilidade e segurança dos resultados. Mediante estudo recente onde foram testados 17 padrões de reconhecida relevância diagnostica em 8 substratos (DELLAVANCE et al., 2013) evidenciou-se que a maior parte dos padrões foi adequadamente reconhecida na maioria dos substratos antigênicos analisados, disponíveis comercialmente no território brasileiro. Um dos aspectos que subsidiou esta alta taxa de reprodutibilidade, possivelmente foi o fato de que as amostras utilizadas no estudo eram imunológica e morfologicamente bem caracterizadas. Não podemos extrapolar esses achados para o caso de amostras com padrões de fluorescências menos bem caracterizados o que reforça a necessidade dos serviços atentarem-se para a obrigatoriedade de controlar a qualidade do ensaio.
FUNDAÇÃO AROEIRA
Rua 261, Qd. 113 Lt. 11 n.º 226
Setor Leste Universitário
CEP: 74230-03, Goiânia-Go
Fone/fax: (62) 3565-4141 / (62) 3202-5626
E-mail: aroeira@aroeira.org.br